6 atitudes que prejudicam o aumento de performance da sua equipe

 

Você, como gestor que pensa em melhorias na sua empresa, em algum momento de sua vida já deve ter se perguntado sobre como aumentar a performance da sua equipe. Alguns fatores podem ser analisados, porém, você já parou para pensar que isso pode estar totalmente relacionado à atitudes simples que você mesmo pode tomar?

Listamos 6 atitudes que você deve evitar, para que sua equipe obtenha um aumento de performance.



1- Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

Muitos líderes se preocupam em como aumentar a produtividade da equipe, mas acabam fazendo “mais do mesmo”, isto é: insistem em estratégias e técnicas que já não são tão eficazes ou se tornaram bem conhecidas pelo seu time. Sim, Isso também é um problema! Pois seus colaboradores, já estão inseridos na forma como a empresa age, isso de alguma forma acaba fazendo parte dos seus hábitos de trabalho. O primeiro erro, é insistir em fazer algo que você já percebeu que perdeu a eficácia.

Nesse momento a resposta é inovação, aprofundar seus conhecimentos e um constante reavaliação de seus métodos. Esteja sempre aberto à mudanças para que sua produtividade não caia.

Não insista no que sempre deu errado.


 2- A palavra convence, mas o exemplo arrasta.

Uma gestão eficaz só acontece através do exemplo diário. As pequenas coisas, os detalhes do cotidiano, a forma de se expressar, de conduzir a resolução de um problema. Se um colaborador estiver apresentando alguma dificuldade em algo que você já o instruiu, não o reprima com contundência. Chame-o para uma reunião de feedback, avalie a dificuldade, repasse as técnicas que você usa, pontue as atribuições de suas funções e suas responsabilidades, municie-o com informações que acrescentem à sua carreira e melhorem seu desempenho. Avalie se você tem total coerência entre o discurso e a prática. Você lidera pelo seu exemplo seu comprometimento, atenção aos detalhes, respeito, ética e honestidade estão sendo observados constantemente por seus colaboradores.

Não reclame, dê o exemplo.


 3- O combinado não sai caro!

Estabeleça uma relação de total confiança. Uma conversa prévia servirá para definir em conjunto os objetivos que deverão ser alcançadas e como é de total importância que o colaborador esteja em sincronia com o que foi combinado na reunião. Deixe claro que você confia nele para a execução do trabalho. Além disso, mantenha o canal aberto, para se caso ocorrer algum imprevisto e as coisas não estiverem indo como ele espera, para que venha falar com você e corrigir a rota.

Evite correr atrás do prejuízo depois que o objetivo não foi cumprido.

Assim você não vai precisar cobrar sempre por suas tarefas, pois os próprios colaboradores vão fazer isso com eles mesmos e, se necessário, se anteciparão ao seu novo feedback, vindo pedir direcionamento.

Não tire metas da cartola, apresente-as claramente.


4- Quem não se comunica se trumbica!

Não tem como aumentar a performance da equipe mostrando desconhecimento e falta de controle dos números da empresa e de como está a sua produtividade. É por isso que um sistema de gestão online faz toda diferença na hora de gerenciar seu time. Você pode acompanhar passo a passo o desempenho da equipe, tudo atualizado em tempo real, sem ter que ficar tentando entender planilhas complexas e pouco confiáveis ou, pior, perguntado “Como estão indo as coisas?”. Tenha conhecimento total do que acontece em sua empresa.

Não fique desinformado.


 5- O chefe diz: você faz, o líder diz: nós fazemos!

A pior postura que um líder pode tomar é a de a apontar culpados. Em última instância, o culpado é sempre o chefe. Isso é uma atitude clássica que diferencia líderes de chefes: O líder dá feedback, motiva, capacita e orienta, o chefe aponta o dedo, cobra e delega de forma arbitrária.

Logicamente, que no “mundo real” existam pessoas que têm uma sequência de desempenhos abaixo da média ou atitudes desleais que precisem que um gestor tome medidas mais drásticas, mas nunca acuse ninguém pelo mal desempenho na empresa, sem antes entender a fundo os porquês do resultado e idealizar soluções com os envolvidos. Não aponte culpados: faça perguntas e co-crie soluções.

Não aponte culpados.


 6- Seja pronto para ouvir!

Na maioria das vezes, você sabe exatamente o que deve ser feito, mas que tal se em vez de simplesmente entregar “a receita do bolo”, você chamar o colaborador ou a equipe e pedir opiniões?

Além disso, você poderá ouvir excelentes ideias que não havia pensado, complementar ou até mesmo mudar de opinião quanto às suas decisões. Você verá o aumento de capacidade da sua observação e melhor conhecimento de como a equipe age, podendo até começar a definir futuros líderes. Informações preciosas que você desconhecia poderão ser reveladas e auxiliarão no processo de seus objetivos.

Esse exercício é muito benéfico e pode trazer resultados bem mais efetivos. Isso porque todos se sentem prestigiados, notam que a opinião deles é ouvida, chegando com mais facilidade à uma solução de consenso em que todos estão previamente de acordo. Isso motiva sua equipe, gera engajamento e consequentemente, o aumento da performance de sua equipe.

Não diga o que fazer: peça opiniões!





Espero que este conteúdo sirva de auxílio para você evitar com toda a suas forças, essas atitudes ruins e que sua equipe tenha um aumento de performance surpreendente através dessas simples mudanças que farão de você um gestor cada vez melhor. Até a próxima!