Qual a Diferença de Gestão de Pessoas e Recursos Humanos?

By 3 de dezembro de 2019 Treinamento

Quando você precisa conversar sobre alguma questão trabalhista na sua organização, você procura o Departamento de Pessoal (DP), o setor de Recursos Humanos (RH) ou a área de Gestão de Pessoas? Existe diferença efetiva entre essas várias nomenclaturas? É sobre essas mudanças, não só de nome como de enxergar as pessoas dentro da empresa, que vamos falar neste post. Vem com a gente!

O PAPEL DAS PESSOAS NA EMPRESA AO LONGO DO TEMPO

A mudança na terminologia do setor da empresa responsável pelos colaboradores citada acima, Departamento de Pessoal, Recursos Humanos e Gestão de Pessoas, reflete as mudanças que aconteceram ao longo dos anos na forma como as organizações enxergam os colaboradores e sua importância.

DEPARTAMENTO DE PESSOAL: CUMPRINDO AS NORMAS LEGAIS

No início do período industrial clássico, as pessoas eram vistas como meras engrenagens que faziam a organização funcionar. Elas forneciam o esforço físico necessário para operar as máquinas, de onde derivam o conceitos como “mão de obra” e “suor do trabalho”.

Nesse sentido, os Departamentos de Pessoal surgem com o objetivo de simplesmente fazer cumprir as exigências da lei em relação ao trabalho. Sua função era meramente burocrática: fazer a admissão e anotação na carteira de trabalho, controlar as horas trabalhadas, fazer a contagem das férias, realizar os pagamentos, etc. 

RECURSOS HUMANOS: O VALOR DAS PESSOAS

Bem mais tarde, a noção de Departamento de Pessoal evoluiu para a ideia de Recursos Humanos. Para que a empresa alcançasse melhores resultados em um ambiente com muita competição, era preciso valorizar e reter os melhores profissionais, que passam a ser vistos não como simples mão de obra, mas como capital humano.

O novo departamento de Recursos Humanos passa a cuidar não só de questões burocráticas envolvendo admissão e pagamento, mas também se envolve no âmbito tático da empresa, além de prestar serviços especializados.

A área de Recursos Humanos fica responsável por recrutamento e seleção, avaliação de desempenho, treinamento, premiação por metas, motivação, organização da carreira. Nessa etapa, ainda há centralização e monopólio dessas atividades na área de Recursos Humanos.

GESTÃO DE PESSOAS: COLABORADORES COMO PARCEIROS DA EMPRESA

A Gestão de Pessoas é a abordagem mais recente e surge durante a era da informação, com toda a sua complexidade. As pessoas passam a ser vistas como parceiras da empresa, daí a adoção do termo colaboradores em substituição a “empregado” ou “funcionário”.

São esses colaboradores que cumprem suas metas e alcançam os resultados que fazem a empresa prosperar. Na atualidade, lidar com as pessoas deixou de ser um desafio para ser uma vantagem competitiva, um diferencial entre as organizações: aquelas com as pessoas mais capacitadas, inovadoras e criativas se destacam de seus concorrentes e apresentam melhores soluções. 

Nessa configuração, as práticas de Recursos Humanos passam a ser delegadas a gerentes, que passam a ser gestores de pessoas. Tarefas operacionais e burocráticas tendem a ser terceirizadas para empresas especializadas na área.

As equipes internas de Recursos Humanos abandonam as tarefas operacionais e podem se dedicar a consultorias internas e orientações globais, traçando objetivos mais amplos que envolvem a organização como um  todo. De agentes passivos, essas equipes passam a oferecer inteligência para a organização e administrar os demais recursos organizacionais.

No enfoque da Gestão de Pessoas, temos gestores de diversas áreas que ajudam a administrar os profissionais que compõem a organização, enfatizando tarefas como: liderança, trabalho em equipe, cultura organizacional, melhora da comunicação, relacionamento interpessoal, planejamento estratégico e flexibilidade.

PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE GESTÃO DE PESSOAS E RECURSOS HUMANOS

Enquanto o RH recruta e seleciona pessoas, a Gestão de Pessoas as desenvolve e motiva. A Gestão de pessoas acompanha os profissionais mais de perto, estimulando a integração em equipe, comunicação e liderança. 

Os recursos humanos têm um olhar mais geral, realizando avaliações de desempenho, realizando treinamentos indicados pela Gestão de Pessoas. Em outras palavras, a Gestão de Pessoas envolve a valorização dos colaboradores, então os Recursos Humanos são mais focados na captação e retenção de talentos. 

Agora que você já entendeu as diferenças entre Departamento de Pessoal, Recursos Humanos e Gestão de Pessoas, faça uma autoavaliação e tente entender em que estágio está a sua empresa. É comum que em plena era da informação muitas organizações ainda tenham a mentalidade do Departamento de Pessoal puro, por exemplo.

Entender que o contexto atual pede um olhar e abordagens diferentes em relação às pessoas é o primeiro passo para que sua empresa possa crescer e ganhar diferencial competitivo. E para ajudar você nessa jornada, conte com os mais de 20 anos de experiência da Megalógica Academy.

Acompanhe também nossas outras publicações para ficar sempre por dentro das tendências e discussões da área e acompanhe a Megalógica nas redes sociais para não perder nenhum post.