Oi, tudo bem?
Você conhece pessoas sem noção? Nós apostamos nossa caneca de café que sim. O que falta nelas é bom senso, ô coisinha rara em algumas pessoas, não? É sobre a importância do bom senso que vamos falar hoje. Vem com a gente!

Eu vejo pessoas sem noção. Com que frequência? O tempo todo. 

Durante toda a nossa vida, o que não falta é gente sem noção. Essas pessoas existem em todos os tipos e tamanhos e aparecem com mais frequência que vendedores de guarda-chuva em dia de temporal. 

Falta bom senso no trânsito, no trabalho, na academia e onde mais você puder imaginar. Na realidade, a falta de bom senso implica em um desrespeito ao espaço do outro e pode acontecer em diversas situações, como brincadeiras, tom de voz ou a forma de trabalhar. 

Em algumas pessoas, falta uma gota de bom senso, apenas uma pitada para temperar melhor, enquanto outras precisariam de imersão profunda em um mar de bom senso.

Mas, afinal, o que é esse bom senso que vocês estão falando?

Bom senso está relacionado ao respeito com o próximo, a pensar no outro, tentar se colocar no lugar do outro. Às vezes, basta parar para pensar por um momento e refletir se suas atitudes não estão invadindo o espaço alheio. 

Não se trata apenas de ter empatia, mas de ter uma espécie de filtro. É preciso saber o limite para determinadas ações e comportamentos. Muitas vezes, é a falta desse filtro que gera ações sem noção. 

Bom senso, não saia de casa sem ele

Ter bom senso é fundamental para qualquer situação, tanto na vida pessoal quanto na profissional. Um exemplo clássico é o horário de almoço nas empresas. 

Muitos colaboradores usam esse período para resolver assuntos pessoais e é compreensível estourar um pouco o horário. Pessoas sem bom senso, porém, estendem o horário em 20 ou 30 minutos, como se quisesse testar os limites da empresa. 

O diretor da Megalógica, Adriano Cirilo, cita outro exemplo corriqueiro em sua rotina. Nos treinamentos corporativos que realiza, há um horário destinado ao coffee break. Nesse intervalo, é servido um lanche a cada participante. Se não for avisado que cada pessoa tem direito  a um, sempre faltará para alguém. Essa situação acontece por falta de pensar no outro, falta de respeito para com o outro mas, principalmente, falta de bom senso. 

Quer TC comigo?

Você acessa suas redes sociais durante o trabalho? Dependendo da empresa e do ambiente, não há nada de errado nisso. O problema é quando a pessoa não percebe que passou uma quantidade enorme de tempo mandando mensagens e curtindo fotos nas redes. 

Pode acontecer, por exemplo, de a pessoa dedicar uma hora do dia às redes sociais, fracionada em período menores ao longo do expediente, em benefício próprio. Esse comportamento, repetido todos os dias, representa 22 horas que serão recebidas sem que tenham sido efetivamente trabalhadas. Isso contribui negativamente para a imagem do colaborador perante a empresa.

Bom senso na vida pessoal

Você também deve ter amigos sem noção, certo? Quem nunca, não é mesmo? Muitas vezes, a intimidade faz com que a gente perca o filtro do bom senso. Brincadeiras que seriam divertidas acabam se tornando inconvenientes ou inoportunas.  

Outro ponto importante é não confundir a vida pessoal com situações profissionais. Existem empresas que permitem que as pessoas se vistam mais à vontade, dentro de um padrão de bom senso. Quando você vai a uma reunião externa a trabalho, porém, você está representando sua empresa e, nesse momento, deve se portar e parecer como tal. 

O que você faz, além de sucesso?

Uma situação em que é importantíssimo usar doses cavalares de bom senso: pessoas que insistem em paquerar no ambiente de trabalho. Ora, as pessoas estão ali para trabalhar, com diversos problemas para resolver. Simplesmente não é a hora nem o lugar apropriado. 

O cenário é ainda mais constrangedor e lamentável quando se trata de clientes em relação a colaboradores da empresa. Nessa situação, não perca a razão e reporte o fato a algum superior, pois isso pode caracterizar assédio. 

Palavras finais:
Cirilo: Fique atento! Nem tudo gira em torno de você. Respeite o espaço e o limite das outras pessoas.
Cynthia: Pense antes de agir. Bom senso é basicamente isso.

Sabe o que também seria uma tremenda falta de bom senso? Ler esse artigo e ir embora sem assistir ao bate-papo completo no YouTube, seguir a gente nas redes sociais e acompanhar nosso blog.

E se você se interessou por esse tema e a forma como o abordamos, saiba que o conteúdo do Café a Dois pode chegar em sua empresa por meio de palestras, treinamentos ou até mesmo da gravação ao vivo do próprio programa.

Envie um e-mail para projetos@megalogica.com.br ou ligue para (21) 3565-2369 e vamos tomar um café juntos com um bate papo transformador, muito empreendedorismo e uma colherzinha de bom humor!