Você acha que processos podem burocratizar ou atrapalhar o dia a dia das empresas? A relação entre processos e produtividade foi o tema da primeira pílula do Carrossel do Cirilo, um novo formato com lives mais curtas para abordar temas pontuais.

De forma holística, uma empresa pode ser vista em quatro níveis:

  • Recursos
  • Processos
  • Relacionamentos
  • Identidade

Recursos são tudo que a organização possui. A gestão desses recursos são os processos, essenciais a toda empresa para que as ações ocorram. Tudo isso está ligado aos relacionamentos e à identidade.

Em um ser vivo, o principal recurso é o corpo. Esse corpo possui diversos processos físicos e mentais, como digestão, respiração, ciclo de sono, etc. O ser se relaciona com outras pessoas e também possui sua identidade, que define quem ele é. Uma empresa também se relaciona com seus colaboradores, fornecedores e clientes e também tem sua própria identidade.

A maioria das organizações, porém, tem muitos problemas relacionados a processos e relacionamentos. Algumas pessoas, inclusive rejeitam processos por achá-los muito burocráticos. Mas será que não podemos encontrar formas de evoluir e melhorar tais processos?

Dentro das empresas, os maus hábitos surgem na falta ou na falha de processos. A procrastinação e postergação de tarefas, por exemplo, acontece quando as pessoas simplesmente se deixam levar, sem organizar as prioridades do dia.

E os mais hábitos de um colaborador pode provocar outros maus hábitos nas pessoas, pois elas começam a repetir aquele comportamento. Da mesma forma, um bom novo hábito pode incentivar outros colaboradores a agir da mesma forma ao ver que aquele comportamento funciona.

Nesse sentido, os processos devem ser encarados como registros para que bons hábitos possam ser proliferados. É uma forma de tangibilizar essas ações que dão certo e fazer com que todos da organização executem essas rotinas.

Ter processos claros e definidos é fundamental para não deixar as coisas simplesmente acontecerem de qualquer forma. E é papel dos líderes olharem para os processo de forma consistente e entender que eles são responsáveis pelo sucesso de uma equipe.

Já os colaboradores melhoram muito a produtividade quando entendem que podem contribuir para amadurecer e melhorar esses processos.