O Carrossel do Cirilo do dia 17 de abril recebeu Geraldo Ceia, contador e diretor geral da empresa de contabilidade GC Contábil, que trouxe boas dicas de educação financeira para empresas e pessoas físicas.

Estamos vivenciando um momento único na nossa geração. Precisamos ter uma visão bem ampla e positiva de tudo que vamos viver. De nada adianta focar no problema. Precisamos entender o problema e propor soluções.

Esse será o grande diferencial após a crise. Quem ficou estudando novas formas para seu negócio, estudando o mercado e vislumbrando novas oportunidades sairá na frente daquele que ficou de braços cruzados ou se lamentando.

Suspensão do Trabalho

A Medida Provisória 936/2020 fala da suspensão da jornada de trabalha e redução da jornada e salário. É válido para profissionais que não podem fazer home office (um comércio fechado, por exemplo).

Nesse caso, o empresário poderá suspender o contrato de trabalho desses profissionais por até dois meses. Nos próximos dois meses, o profissional gozará de estabilidade (não poderá ser demitido).

A segunda possibilidade é a redução do salário em 25, 50 ou 70%. Nesse caso, o governo pagaria a porcentagem restante. Exemplo: empresa paga 50% e governo os outros 50%. A legislação está em vigor e pode ser aplicada atualmente.

É importante haver conversa com os colaboradores de forma que as medidas sejam aplicadas de forma mais transparente possível.

Prorrogação do Imposto de Renda

A entrega foi prorrogada para 30 de junho, em uma iniciativa inédita na história. Apenas quem fizer a declaração após o dia 30 é que pagará multa.

Papel da contabilidade neste cenário

Os contadores estão tendo que fazer um amplo trabalho de gestão durante esse período de contingenciamento. É preciso ter uma visão ampla não só do próprio negócio como de todo o mercado e pensar onde é possível reduzir despesas e ter bom senso, já que a receita passa a ser incerta.

Para a pessoa jurídica, o contador deve auxiliar seus clientes, na parte tributária, a entender a suspensão e prorrogação dos prazos estabelecidos pela lei. Alguns impostos, como o simples nacional, foram postergados para outubro, por exemplo.

Além disso, a contabilidade auxiliará a empresa a entender o que é possível reduzir ou suspender também na folha de pagamento.

Auxílio Emergencial

Para pessoas físicas em situação de desemprego, trabalhadores informais e MEI, há a possibilidade de solicitar o auxílio emergencial de R$600,00. Basta baixar o aplicativo do Auxílio Emergencial Caixa ou fazer a solicitação pelo site do programa. O depósito será feito diretamente na conta bancária do beneficiário ou em uma conta digital que será aberta para esse fim caso o beneficiário não possua conta bancária.

Renegociação é boa estratégia

Renegociar prazos para pagamentos ou redução do valor de aluguéis e mensalidades é uma medida de bom senso.

Não há, até o momento, nenhuma regulamentação sobre esse assunto. Portanto, vai de acordo com o bom senso de cada empresa conceder descontos ou prorrogação de pagamentos. Já o litígio judicial deve ser o último recurso, apenas quando já não há mais possibilidade de diálogo. O ideal, neste momento é o diálogo.

Exemplo de empresas que estão se reinventando na crise

Geraldo cita algumas empresas que estão tendo visão ampla e conseguindo se reinventar na crise. Elas entenderam que podem criar novos negócios e oportunidades, muitas vezes fora de sua atividade original.

O convidado cita uma cliente que tem um galpão fechado, já que não pode haver aglomeração de pessoas em sua fábrica. Portanto, suas atividades estão totalmente paralisadas.

Apesar disso, a dona dessa empresa se reinventou fazendo uma antiga paixão: a cozinha. Começou a fazer comidas fitness, inventou um logotipo novo, e está vendendo em grandes condomínios. Segundo o convidado, o negócio está dando tão certo que ela pretende manter a atividade mesmo quando a quarentena acabar.